Mecanismos biológicos

Para inferir uma relação de causa-efeito entre o consumo de bebidas açucaradas e o ganho de peso, muitos tipos de evidência devem ser analisados conjuntamente, incluindo a evidência resultante de estudos de mecanismos biológicos plausíveis.
Têm sido estudadas algumas hipóteses de mecânicas que poderiam explicar, ao nível fisiológico e metabólico, como é que o balanço energético seria alterado pelo consumo de bebidas açucaradas. Das várias hipóteses estudadas, a que tem sido mais citada é a das “calorias líquidas”:

A energia consumida por via líquida seria menos saciante do que por via sólida, resultando numa insuficiente compensação calórica e no consequente aumento do input energético total (e no desvio positivo do balanço energético).

A hipótese postula que o consumo de bebidas calóricas provoca um aumento do input calórico total, porque as calorias destas bebidas não seriam suficientemente compensadas, ou seja, não haveria um ajuste do input energético subsequente, para baixo, em resposta ao consumo de bebidas calóricas.

Para testar esta hipótese tem sido estudado o efeito da forma física da energia consumida (bebidas e alimentos sólidos e semi-sólidos) na saciedade e no input energético total. Alguns estudos sugerem que o consumo de bebidas calóricas pode ser insuficientemente compensado. Mas outros estudos sugerem que a energia consumida por via líquida é igualmente ou até mais saciante do que por via sólida (Almiron-Roig et al, 2004; Himaya and Louis-Sylvestre, 1998; Rolls and Thorwart, 1999).

Não existe evidência suficiente para suportar a hipótese de que haja uma diferença significativa de longo prazo entre as calorias sólidas e líquidas na regulação do apetite.



Fontes:

  • Almiron-Roig E, Flores SY, Drewnowski A. No difference in satiety or in subsequent energy intakes between a beverage and a solid food. Physiol Behav 2004; 82: 671–677.
  • Himaya A, Louis-Sylvestre J. The effect of soup on satiety. Appetite 1998; 30: 199–210.
  • Rolls BJ, Bell EA, Thorwart ML. Water incorporated into a food but nor served with a food decreases energy intake in lean women. Am J Clin Nutr 1999; 70: 448–455.

    FACTOS E MITOS
    Hidratação
    INDICADORES AMBIENTAIS
    O SECTOR
    Av. Miguel Bombarda, nº 110, 2º Dto, 1050-167 Lisboa
    Tel: +351 217940574/75 Fax: +351 217938233 Email: geral@probeb.pt

    © PROBEB. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvido por Netmais